quinta-feira, março 17, 2005

O Capuchão

A entrevista que Vítor Melícias deu ontem à TSF mostrou a saciedade as graves contradições em que este irmão franciscano - com votos de pobreza absoluta - continua a bulir.

Uma hora inteira de um discurso completamente vazio e banal, onde até se ouviram barbaridades deste calibre (cito de memória): "Padroeiro do futebol?!? Talvez a Santíssima Trindade. Serve para tudo!"

Enfim, para Rasputine indígena ainda lhe falta muito.